Hoje em dia, o conceito de saúde corporativa vem ganhando importância no ambiente empresarial, uma vez que é muito mais barato investir em prevenção (saúde) do que pagar o preço de um funcionário doente.

Mas nem sempre foi assim. A saúde corporativa, durante muito tempo, se resumiu a contratação planos de saúde pela empresa e a disponibilização aos colaboradores e seus familiares. O intuito era cobrir financeiramente alguns tipos tratamentos, procedimentos cirúrgicos e até internações, mas com uma visão claramente reativa e focada na doença.

O que é Saúde Corporativa

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), ser saudável significa estar em “um estado de completo bem-estar físico, mental e social”. Por isso, é algo que vai além da ausência de enfermidades e afecções.

Diferente do conceito aplicado há alguns anos, a saúde corporativa consiste em promover ações que visem ao bem-estar dos colaboradores. O objetivo é garantir a qualidade de vida dos profissionais.

Diante desse contexto, fica clara a necessidade de se preocupar com a saúde nas empresas. Se ainda assim você tem dúvidas, existem outros dados que confirmam essa afirmação. De acordo com os números apresentados pela Associação Brasileira de Recursos Humanos — Brasil (ABRH–Brasil) e da Aliança para Saúde Populacional (ASAP), as empresas brasileiras são as que mais gastam com políticas de convênios médicos e pagamento de licenças e afastamento por doenças no mundo.

Segundo a ABRH–Brasil, os maiores gastos com funcionários foram com planos de saúde individuais e coletivos. Logo atrás, vem a folha de pagamento. Os custos chegam a representar entre 10% e 20% do total efetivado pelas companhias.

O maior problema identificado foi que 71% das organizações têm programas e estratégias voltados à saúde corporativa. Isso demonstra a falta de eficiência das ações. Por isso, o diretor de Desenvolvimento de Pessoas da ABRH, Luiz Edmundo Rosa, destacou

 

Vantagens de implementar Saúde Corporativa

As empresas entenderam que, não basta oferecer um plano de saúde ou odontológico, mas sim, apoiar e incentivar a realização de exames preventivos e promover a adoção de hábitos saudáveis, buscando reduzir a incidência de doenças crônicas entre os colaboradores.

Aprendemos com o passar do tempo que a utilização do plano de saúde deve ser realizado de modo preventivo, otimizando a aplicação de recursos na saúde corporativa por meio de uma redução na sinistralidade (total de gastos com o plano).

Entre as vantagens de adotar uma abordagem preventiva da saúde nas corporações estão:

  • reduzir o absenteísmo;
  • diminuir o presenteísmo (isto é, aqueles momentos em que o colaborador está na empresa, mas sua mente está longe);
  • aumentar a retenção de talentos e reduzir o turnover;
  • melhorar o clima organizacional para ter uma equipe integrada e satisfeita;
  • diminuir o número de acidentes de trabalho, a fim de aumentar a atenção dos colaboradores;
  • elevar a produtividade da equipe.

A equipe Diagnosi selecionou algumas medidas que podem contribuir na adoção de uma política de saúde e ajudar na implementação de um modelo de saúde corporativa:

1. Traçar o perfil epidemiológico dos colaboradores

O primeiro passo para implementar a saúde corporativa em sua empresa é identificar, de forma precoce, o risco no desenvolvimento de doenças dos funcionários. Quando se trabalha com a saúde de uma população específica (no caso, os funcionários de uma empresa) é preciso antes de tudo traçar um perfil epidemiológico dessa população.

Aplicar questionários de saúde on-line (ou mesmo impressos) pode ser uma maneira simples de mapear o perfil de saúde dos colaboradores e, a partir daí, implantar ações direcionadas às suas necessidades específicas.

2. Utilizar os dados de saúde ocupacional

No processo de levantar informações para o perfil epidemiológico, uma boa prática é aproveitar as informações obtidas nos exames de admissão e em outros exames periódicos de saúde ocupacional.

O gestor pode aproveitar essas oportunidades para coletar informações sobre o estilo de vida dos colaboradores e identificar alguns fatores de risco, além de saber se o colaborador faz o acompanhamento de alguma doença já instalada.

Ao integrar esse tipo de informação com o uso do plano, as empresas podem construir uma base de dados muito útil para uma gestão mais estratégica da saúde corporativa.

3. Investir em programas de prevenção

Outra estratégia fundamental para manter a saúde entre os colaboradores é promover campanhas preventivas periódicas. Os temas a serem abordados nessas ações devem ser escolhidos segundo as necessidades identificadas no levantamento do perfil epidemiológico.

Depois de definir um tema, é preciso produzir os materiais educativos e divulgá-los entre os funcionários. Isso inclui distribuir panfletos, cartazes, flyers e também materiais digitais como e-mails, mensagens de WhatsApp e postagens em redes sociais.

Um programa de prevenção também deve envolver palestras com especialistas em saúde, realizadas em horário de expediente, para orientar os colaboradores em relação a boas práticas para a prevenção de doenças e a manutenção da qualidade de vida.

Uma vez ao ano, a empresa pode promover uma Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho (SIPAT), uma excelente ferramenta para reduzir intercorrências ocupacionais que podem trazer grandes prejuízos à saúde corporativa.

4. Incentivar a mudança de hábitos

Um dos pilares de uma boa estratégia de medicina preventiva no ambiente corporativo é o incentivo à adoção de hábitos saudáveis entre os funcionários.

Ações deste tipo podem ser realizadas em diversas frentes. Elas devem ser priorizadas de acordo com as necessidades de saúde apontadas no perfil epidemiológico da empresa.

Veja quais são elas:

4.1 Combate ao tabagismo

O cigarro provoca diversas doenças graves, principalmente câncer. Implantar programas de combate ao tabagismo nas empresas tem uma enorme influência na qualidade de vida dos colaboradores. Além disso, o funcionário fará menos pausas para fumar, trabalhando mais e melhor.

4.2 Alimentação saudável

Os programas nutricionais são outro fator fundamental para a prevenção das principais doenças crônicas. Por isso, deve se certificar de que a reeducação alimentar está entre as prioridades das suas campanhas de conscientização para o público interno.

4.3 Atividade física

Incentivar a prática de atividades físicas é outra forma de promover a saúde corporativa. Para tanto, a companhia pode organizar maratonas ou competições amigáveis entre os funcionários, com o objetivo de aumentar a qualidade de vida de cada um deles também fora do ambiente organizacional.

5. Monitorar continuamente

Ao implementar de um programa de saúde corporativa, deve-se levar em conta que ele não acaba ao final das campanhas. Ele é contínuo.

Os gestores de promoção à saúde devem estar atentos e acompanhando a evolução da saúde dos funcionários. Além das doenças crônicas, situações como gravidez e fatores relacionados à idade devem fazer parte do “radar”.

Uma boa ideia é usar a tecnologia e a comunicação com o empregado, seja através de um APP no celular, ou mesmo através de mensagens informativas e lembretes.

Não se esqueça: monitorar não é apenas cobrar resultado. É apoiar no engajamento do funcionários para a melhoria da sua saúde.

6. Investir em tecnologia

Para poder realizar com eficiência as ações apresentadas até aqui, o gestor de saúde corporativa fatalmente vai precisar de ferramentas que lhe permitam trabalhar com informações estatísticas e adotar modelos mais consistentes para seus programas de prevenção .

Todos os processos citados aqui obtêm seu melhor desempenho suportados por soluções de tecnologia. Ao utilizar dados históricos e algoritmos especializados, é possível avaliar curvas de risco na saúde dos colaboradores.

Como a Diagnosi ajuda na Gestão de Saúde Corporativa

Nossa plataforma identifica os riscos em doenças crônicas dos seus funcionários e faz o acompanhamento contínuo da saúde, alertando o time de atenção primária sobre potenciais problemas em relação aos principais protocolos médicos.

A plataforma entrega maior autonomia e abrangência aos gestores de saúde, uma vez que automatiza o acompanhamento dos crônicos, permitindo que o time de promoção à saúde se concentre nos casos mais críticos.

Saiba como alcançar a excelência operacional na coordenação de cuidados

Nossa missão é colaborar na construção de processos com eficiência e qualidade, reduzindo ineficiências e gerando ganhos em redução de custos e aumento de experiência dos clientes.

Quer aprender sobre como melhorar a gestão de saúde? Assine nossa newsletter e receba gratuitamente nossos conteúdos!

Inteligência na Gestão de Saúde Corporativa

Reduza custos com planos de saúde e minimize os impactos de absenteísmo na sua empresa.

Gestão da Saúde Corporativa dos seus funcionários mais eficaz com Inteligência Artificial

Diagnosi identifica os riscos em doenças crônicas dos seus funcionários e faz o acompanhamento contínuo da saúde, alertando o time de atenção primária sobre potenciais problemas em relação aos principais protocolos médicos.

A plataforma entrega maior autonomia e abrangência aos gestores de saúde, uma vez que automatiza o acompanhamento dos crônicos, permitindo que o time de promoção à saúde se concentre nos casos mais críticos.

Como a Diagnosi Pode ajudar na Gestão de Saúde Corporativa

Diagnosi Melhoria Custos e Tempo

Redução os custos com plano de saúde

Diminua consideravelmente a utilização do plano de saúde de seus funcionários com um acompanhamento individual e automatizado da saúde

Diagnosi Paciente

Diminua o absenteísmo

Identifique precocemente, monitore e acompanhe o risco da saúde de seus funcionários de forma pró-ativa reduzindo as faltas e licenças por conta de doenças crônicas

Diagnosi Plano de Cuidados

Melhore a qualidade de vida dos funcionários

Proporcione o acompanhamento adequado da saúde e bem estar dos seus funcionários, promovendo a saúde e bem estar dos funcionários

Inteligência para a Gestão de Saúde Corporativa

Ganhe velocidade, racionalize seus custos e aumente a satisfação dos seus funcionários, automatizando a avaliação do risco e fazendo o acompanhamento contínuo dos crônicos de sua carteira.

Deixe sua equipe de promoção à saúde focada no atendimento dos casos mais críticos.

Ganhos Esperados

0 %
Redução de internamento de crônicos
0 %
Redução de prematuridade
R$ 0
Economizados a cada R$ 1.00 investido
0 x
Aumento do alcance do time saúde

Posts relacionados

Saiba como alcançar a excelência operacional na gestão de saúde corporativa

Nossa missão é colaborar na construção de processos com eficiência e qualidade, reduzindo ineficiências e gerando ganhos em redução de custos e aumento de experiência dos clientes.

Quer aprender sobre como melhorar a gestão de saúde? Assine nossa newsletter e receba gratuitamente nossos conteúdos!